Você também está indo pra cozinha?

17

19 de maio de 2010 por Felipe Tavares

Desde que eu comecei este blog, tenho recebido semanalmente dúvidas de visitantes que cansaram da sua vida profissional e querem trocar de carreira, chutar o balde e ir para uma cozinha começar uma nova vida! Fico aliviado e muito feliz, sinto que não estou sozinho neste mundo!

Na maioria das vezes eles me perguntam se vale a pena largar tudo, como que está sendo, o que é melhor Senac ou Estácio de Sá, como são os horários e salários, etc.

Não sei se posso falar com tanta autoridade assim, mas neste post espero ajudá-los um pouquinho mais.

Antes de optar pelo curso de Cozinheiro do Senac, pesquisei o curso de Tecnologia em Gastronomia da Estácio de Sá e o curso de Especialista em Gastronomia do Iga. Cada curso tem uma característica específica, vai depender do que você está buscando. Dá uma olhada:
– Senac: +-6 meses de curso com foco mais na prática. É um curso de capacitação e não superior. Valor R$3.450,00. 
– Estácio de Sá: 2 anos de curso. Único curso superior de Gastronomia em BH. Ao final o aluno tem a opção de obter um certificado de formação na escola francesa Alain Ducasse Formation. Valor da mensalidade R$839,00.
– Iga: 2 anos, aulas 2x por semana. Curso de formação profissional. Valor da mensalidade R$470,00 (manhã e tarde) R$540,00(noite)
Optei pelo Senac porque queria um curso rápido, pois buscava uma mudança brusca na minha vida e não queria fazer um curso de 2 anos para depois começar a atuar. Sem contar que eu já tenho curso superior, não teria paciência para entrar numa sala de aula de novo e gastar uma “nova fortuna”. Se este não é o seu caso, aconselho demais a fazer um curso superior de Gastronomia que oferece uma formação mais completa. 

Fiz a escolha certa? Acredito que sim, o curso do Senac é muito bom, me capacitou da forma que eu esperava e, melhor ainda, me fez chegar aonde estou hoje. Sempre lembro do slogan deles: “Senac Minas – Você pode ser tudo na vida”. E comigo foi verdade, quem imaginaria que eu já estaria em atuando em uma cozinha? Pedi demissão do meu emprego e da minha “outra área” em dezembro, cheio de dúvidas e medos, e agora já estou no meu 3º restaurante.

Uma outra pergunta que recebo frequentemente é como são os horários e salários. Já falei disto aqui – Coisas que ninguém te(me) avisou e aqui – Putinhas da Cozinha, mas repito a vida é dura.(rs) Imagina você, além de trabalhar nos finais de semana, ainda encarar uma cozinha na Semana Santa, 1º de maio, Dia das Mães, Natal, Reveillon etc etc etc? Consegue imaginar? Não, aposto que você não consegue! “Sabe a diferença entre um presidiário e um cozinheiro? O presidiário toma banho de sol” kkk É ralação! A pessoa tem que gostar muito mesmo. É aquela coisa que eu sempre falo, cozinhar em casa é “facin facin”, você tem o tempo que quiser, toma uma cervejinha, brinca com seus convidados, vai lá e abre o Google para procurar uma receita, atende o telefone, troca a música… Na cozinha não temos tempo para nada, quanto mais rápido você executar uma tarefa, melhor para você, porque depois virão mais outras mil! 

“É difícil arrumar emprego?” Não! Vagas não faltam! De restaurantes finos até aqueles que só servem o tradicional PF. Em uma cozinha sempre faltam bons funcionários!rs Isso porque muita gente começa empolgada achando que é só glamour, que vai ser chef logo e só vai polvilhar salsinha nos pratos e quando entra em uma de verdade, assusta com o ritmo de trabalho. 

Se depois de todas estas questões você ainda está com dúvidas se vai largar tudo, aconselho a fazer cursos de curta duração para você começar a enturmar com uma cozinha comercial. Todas as escolas listadas acima oferecem os seus é só entrar nos sites delas. 

Agora, uma coisa, não desista da cozinha! É o máximo você ganhar $$$ para cozinhar! Você ver um buffet todo montado, receber um elogio de um cliente ou do seu superior, criar novos pratos etc etc etc.

Agradeço imensamente os e-mails e comentários que recebo diariamente de vocês leitores! É muito bom compartilhar experiências e saber que vocês estão gostando do blog!

Abraços esperançosos,

Felipe Tavares
Anúncios

17 pensamentos sobre “Você também está indo pra cozinha?

  1. iarlla disse:

    Adorei o seu Blog, continue escrevendo, por sinal achei sua vida um pouco parecida com a de Julia do filme "Julie & Julia" se não assistiu assista eu achei ótimo…Boa sorte nos pratos…

  2. Ja assisti ao filme sim, mto bacana! Resta saber o final da minha historia…quem sabe eu num apareço em algum jornal no futuro?rsAbs e obrigado pelo comentário!Felipe

  3. marcos disse:

    cara demais seu comentário,trabalho como encanador industrial na área da industria naval,estou prestes a ser promovido,mas hj passando em frente ao senac niteroi,entrei por curiosidade,para ver o preço do curso(2.100),e mexeu muito comigo pois sou apaixonado por cozinha,mas vc postou uma verdade,se privar aos finais de semana e etc…um abraço!

  4. Marcos,Realmente não é nada fácil trabalhar nos fds e feriados. Por isso que eu falo que a pessoa tem que ter certeza do que quer e ser apaixonado por aquilo!abs

  5. Nossa, que coincidência! Estava justamente pesquisando sobre cursos de gastronomia do IGA (acabou de abrir uma filial em Niterói) e no Senac Rio (onde já trabalhei)e o santo oráculo Google me "Jogou" no seu blog.Sou Pedagoga há 11 anos, atualmente desmotivada com a profissão e desempregada desde 6 feira passada. Sempre gostei de cozinhar…deve ser herança da bisa portuguesa que quando chegou em Santos, vinda de Portugal, abriu uam pensão pra vender comida aos operários que trabalhavam na construção da Estrada de Santos. Cresci atrás de um balcão de mercearia e self sevice, mas nenhum dos 3 filhos seguiu no ramo. Concordo com o que vc disse: cozinhar em casa, por hobby, é uma coisa…quem trabalha na área não tem fim de semana, feriado, e a noite é quando acontece o grande movimento. Coisas a se considerar nesse momento em que penso que rumo tomar na vida profissional. Uma ideia que tenho é um curso/aulas de culinária para solteiros e recém casadas. Penso que de alguma forma poderia unir a pedagogia com a gastronomia. Gostei muito da sua franqueza e blog e vou seguí-lo em suas descobertas. Tudo de bom!

  6. Ei, bom ler seu blog. Estou largando a bilogia e a educação pela gastronomia. Ainda dá medo abandonar 12 anos de formada, mestrado, especializações…. mas a cozinha tem sido um desafio maravilhoso. Nada na vida é fácil… e o esforço vale a pena no final.

  7. Oi Izabel,Bem vinda ao clube dos que largaram ou querem largar tudo pra ir pra cozinha! Com certeza o desafio é maravilhoso! Boa sorte! Se eu puder ajudar em algo, é só me mandar e-mail!Abs

  8. denisdias10 disse:

    Oi!
    Gostei muito do blog e tb penso em trilhar o mesmo caminho(na verdade sou func públuco e ganho pouco, não tenho NADA para largar e não tenho experiência, mas muita vontade!rs) estou com uma dúvida quase que existencial: Qual curso eu faço? SENAC ou IGA?
    Inicialmente eu estava pensando em fazer um monte de cursos rápidos, mas aqui na minha cidade não há opções, o IGA daqui só tem um curso, não tem nenhum daqueles cursos rápidos que tem no site. SENAC idem. O do SENAC me parece mais “acolhedor”. estou com medo de chegar em um ambiente “hostil” e desistir. Aqui, o curso do IGA é mais longo e é bem mais caro, mas dá para parcelar em mais vezes….rs
    os 2 cursos são 2x semana(ideal para mim). O que vc sugere?

    • Olá Denis, tudo bem?

      Olha, eu sempre recomendo o Senac para muitas pessoas. Acho que o foco da formação deles é bem diferente das outras escolas. Não acredito que você entrará num ambiente hostil, pelo contrário, vc deve encontrar muitas pessoas que estão passando pelas mesmas dúvidas que você.

      O IGA além de ter um valor muito alto, não possui tanto reconhecimento pelo mercado, pelo menos aqui em MG. Mas acho que cabe uma visita para vc conhecer a estrutura destas escolas e quem sabe não conversar com alunos delas?

      No mais, desejo sucesso a você!
      Abraço

  9. Leticia Santos disse:

    Tenho 16 anos e iniciei na confeitaria. Quero me aperfeiçoar mais em um curso para me tornar uma profissional.
    Qual curso, local, livros você me ecomenda?
    Fico no aguardo de uma resposta… Amei o blog.

    Deseja agradeço.
    Leticia

    • Ei Letícia, tudo bem?
      Bem vinda ao mundo da cozinha!
      Geralmente no Senac tem cursos específicos por área, assim você pode direcionar mais sua carreira. Algumas lojas e confeitarias costumam ofertar cursos de curta duração também, dê uma pesquisada para quem sabe no futuro não fazer uma faculdade de gastronomia?
      Alguns livros: Cozinha Confidencial, Chef Profissional – CIA, 400gr – Técnicas de Cozinha..

      Abs e sucesso!

  10. Daiane disse:

    Oi, tudo bem? Estava pesquisando uns cursos e parei aqui… Eu faço nutrição, e queria fazer um curso de culinária pra dar uma melhorada nos “dotes”, kkk. Me indicaram o iga, mas também ouvi algumas pessoas descontentes… Aí descobri o do senac, que é mais rápido. Minha intenção não é trabalhar na cozinha, é mesmo só aprender mesmo a cozinhar… Queria saber se será realmente um investimento válido para esse meu objetivo. O que vc acha?

    • Ei Daiane, tudo bem?
      Como você não tem interesse em trabalhar em cozinha, acredito que o ideal para você são esses cursos rápidos mesmo: massas, risotos, carnes, etc. Acho super válido.
      Você pode encontrar estes cursos do Senac, Vila do Chef ou até mesmo em restaurantes como o Alma Chef.
      Espero ter ajudado.
      bjos

  11. Eduardo disse:

    Poxa Felipe voce acredita que esse e meu sonho.. ja sou formado e comecei a faculdade de gastronomia. .mas por motivos pessoais tive que trancar. .Agora estou procurando um curso para me capacitar e entrar para área.
    Foi muito bom conhecer sua história Parabéns.

  12. Julia disse:

    Olá Felipe,

    Estou me formando em Direito e gostaria de abandonar a área e mudar para a Gastronomia. Tenho acompanhado seu blog desde 2013, que me inspirou muito e serviu como incentivo a fazer essa transição após a formatura (já estava na metade do curso de Direito quando decidi e resolvi ir até o final por medo/pressão da família, entre outros).

    Quando entrei na faculdade não sabia o que gostaria de fazer no futuro, mas ao longo desse tempo tive muito contato com a cozinha, passei a fazer cursos livres de gastronomia com vários chefs aqui em BH e me tornei a cozinheira oficial dos eventos da família hahah. Sei que não é nada comparado ao trabalho em uma cozinha profissional, mas tenho certeza que essa é minha paixão, e não quero perder a oportunidade de tentar seguir uma carreira na área. Se tudo der errado, me conformo e faço um concurso público no futuro.

    Porém, tenho um objetivo bem específico: me tornar professora de gastronomia. Qual/quais cursos você me recomenda aqui em BH/ no Brasi/ no mundo? Não existem muitas informações na internet sobre isso.

    Você acha que vale a pena, por exemplo, me mudar para o Canadá ou Europa e investir em uma graduação por lá? (Em alguma College mais acessível do que o Le Cordon Bleu, por exemplo ou o Instituto Paul Bocause…)
    Ou então, vale a pena me mudar para o Sul e estudar na UNIVALI (que está muito bem avaliada pelo Guia do Estudante), ou o nível de ensino é semelhante ao das instituições aqui em Minas Gerais?
    Existem oportunidades no mercado aqui para área que estou querendo, ou é melhor investir na profissão de chef?

    São muitas dúvidas em minha cabeça e gostaria de saber seus conselhos, pois passou por uma situação semelhante à minha e hoje está consolidado no mercado, fazendo muito sucesso.

    Abraços repletos de admiração.

    • Ei Júlia,
      Nossa, comentários como o seu me alegram um tanto que vc não imagina! Fico muito feliz que o blog tenha te ajudado um pouco nessa transição de carreira.
      Acredito que o principal você já fez que é fazer pequenos cursos para ter certeza que é isso mesmo que vc quer. Mesmo não sendo uma cozinha profissional, isto já te dá uma base de como será o futuro.
      A área acadêmica está crescendo muito e, infelizmente, temos poucos profissionais capacitados já que o MEC exige pelo menos uma especialização sendo que desejável é que os professores tenham mestrado.
      Não temos muitos cursos específicos de pós ou mestrado na área gastronômica no Brasil por isso, seria um grande diferencial seu ser formada no exterior. Mas tem que ficar atenta quanto a validação do diploma por aqui. Já vi profissionais que se formaram no exterior, mas não conseguiram validar o diploma no Brasil e assim essa formação não é válida para o MEC ou para as faculdades.
      Como você já tem uma graduação, opte por fazer pós/mestrado na área, cursos de extensão (ICIF, Cordon Bleu, etc). O mais importante nesta área é a prática profissional. Por isso, invista em estágios, empregos, etc. A formação acadêmica é uma exigência das faculdades, mas a prática é mais importante.
      Bom, espero ter ajudado, senão me envie um e-mail para conversarmos melhor.
      Um abraço e muito sucesso pra vc!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Receba as atualizações do Indo pra Cozinha por e-mail

Junte-se a 309 outros seguidores

Arquivos

%d blogueiros gostam disto: