Resumo de uma típica sexta-feira

2

17 de julho de 2010 por Felipe Tavares

Chegando em casa depois de um dia louco, na parte da manhã na praça de saladas e na parte da tarde fui escalado para ajudar a Dona Geralda na Confeitaria que estava atolada em doces de leite, chantillys e pães de ló. Fizemos e confeitamos 12 bolos para os aniversários de hoje, e eu fiz, SOZINHO, 3 pavês de amendoim e um de coco! Eu na confeitaria? “MEL DELS” o mundo tá perdido mesmo!rs Gostei muito da praça dela, sem contar que ela é um monstro na cozinha! Já viu um confeiteiro não usar balança e medidas? É tudo da cabeça dela, isso sem contar que ela tem 79 anos e não tem nenhum auxiliar. Nunca vi nada dar errado com ela…Ou seja, a Dona Geralda é phoda! Merece até um post exclusivo para ela! 😉 
Sexta-feira e sábado são os dias mais tensos lá: muitos doces para fazer para o fim de semana, muitos frios para fatiar para o buffet da noite, 3 patês, diversos caldos, mais um buffet quente e mais saladas. Sem contar que esse tanto de coisa a gente faz enquanto o almoço está sendo servido. Imagina o stress que a cozinha não fica? E todo mundo louco para sair às 16h! 
Na maioria das vezes a gente consegue…Mas para isso acontecer panelas voam com uma imensa precisão para o plongeur(tanque de panelas), gritos são dados para o auxiliar de cozinha que dá o azar de estar escalado para ficar na câmara fria nestes dias: TRAZ O DEMI-GLACE, TRAZ O MOLHO VERMELHO, TRAZ AS MASSAS, OS CALDOS…Na praça de salada as duas saladeiras picam todos os legumes e folhas possíveis e montam imensas travessas de saladas para reposição e rezam, para que elas não acabem para não ter que fazer novamente para o buffet da noite. Na praça de carnes, o auxiliar faz o mise en place do dia seguinte: quilos e mais quilos de lagarto, língua, frango, peixe, moela, costelinha, costelão…É nego(a), a cozinha fica tensa! 

Chego em casa agora, abro uma cerveja, acendo um Marlboro vermelho, ligo para a namorada conto as novidades do dia para ela e para minha família e dou uma olhada rápida para minha mão:

E penso comigo, ouvindo 1965(Duas tribos) do Legião Urbana: “É, o dia foi tenso! Nem vi como e quando estes cortes e queimaduras aconteceram…” E amanhã tem mais, até às 18h. 

Abraços realizados,

Felipe Tavares

Anúncios

2 pensamentos sobre “Resumo de uma típica sexta-feira

  1. Tadinho kkkkkkkk até eu fiquei com dó! Que dia é esse?? Jesus! Você sabe que é só quando leio esses relatos é que me lembro da vida árdua dos tantos chefs, cozinheiros, confeiteiros e outros trabalhadores das cozinhas do Brasil!? Mesmo assim nunca é demais desejar : Bom descanso!!

  2. Angela,Já imaginou que todas as minhas sextas e sábados são assim?rsVou te falar que só depois que eu comecei a trabalhar em cozinha que eu comecei a pensar neste tanto de gente que trabalha enquanto nos divertimos…rs Tem que dar moral mesmo pra esse "povo".bjo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Receba as atualizações do Indo pra Cozinha por e-mail

Junte-se a 312 outros seguidores

Arquivos

%d blogueiros gostam disto: