Como eu não tinha lido esse livro antes?

4

27 de julho de 2010 por Felipe Tavares



Há algum tempo falei aqui que tinha comprado o livro acima e que estava muito, mas muito ansioso para lê-lo.

Pois bem, terminei o livro hoje com uma tristeza imensa, afinal ele foi meu companheiro de várias noites de insônia e confesso que estava até enrolando um pouco para não terminar.

O livro é perfeito, deveria ser obrigatório para qualquer pessoa que pensa em ingressar na carreira da gastronomia. Tipo: “Ah, tô pensando em virar um chef, trocar de carreira e ir para uma cozinha, o que você acha?” Ah, quer mesmo? Jura? Primeiro conselho? Leia este livro. 

Eu deveria ter feito isto para não me assustar tanto como no primeiro dia em que pisei numa cozinha, quando vi pela primeira vez um cozinheiro bêbado/dorgado, quando vivi jornadas de trabalho intermináveis, quando presenciei alguns garçons “roubando” bebidas, ou então, quando vejo o estado em que minhas mãos e pés se encontram. Tá tudo isso lá, só que com o aval de um chef internacional.
O livro não tem nada de glamour* que a maioria das pessoas pensa que é a vida de um chef, é uma sucessão de histórias chocantes, desastres monstruosos, alguns sucessos, regado a muita bebida e dorgas. Esteja preparado!
Me deu um alívio quando li os perrengues que ele passou durante sua carreira, os fatos que aconteceram lá nos EUA mas que se repetem da mesma forma aqui no Brasil, melhor ainda, em BH. E fico me questionando o que tem no ar da cozinha que transforma todo mundo, deixando ao mesmo tempo, todo mundo igual. 
Grifei, escrevi, discordei, ri muito, enfim, o livro está todo rabiscado e gastarei um bom tempo para repassar todas as anotações e pesquisar por várias receitas desconhecidas. Mas valeu a pena cada centavo investido e agora é comprar os outros livros que ele publicou: Em busca do prato perfeito e Maus bocados.
* Não estou falando que toda cozinha só tem gente doida, garçons ladrões, dorgados e que toda cozinha/restaurante é sempre um caos. Mas na minha curta trajetória tenho visto e vivido histórias bem parecidas com a do livro…Leia e tire sua própria conclusão.(rs)
Abraços órfãos,
Felipe Tavares

Anúncios

4 pensamentos sobre “Como eu não tinha lido esse livro antes?

  1. Angela disse:

    Com certeza vou ler!!! ótima dica!

  2. fafa disse:

    Bem vindo a realidade! Aqui onde estou tem tudo isso e muito mais. Ainda bem que a cave do restaurante é fechada a chave, mais para proteger os "grande Cru" dos garçoes do que dos cozinheiros. Quer ficar chocado, vem para Bretanha em pleno 14 de Julho…Isso é cozinha punk. Fode-se as 4 estrelas do hotel. Vou ler o livro que tu recomendou, mas os 4 anos que passei aqui ja me endureceram o bastante em relaçao a restauraçao em geral. é uma profissao de gente faca na bota!

  3. Angela,Não deixe de ler mesmo!"Melhor que tá tendo"…bjo

  4. Fafa,Realmente vc já está "curtida" nesta área…4 anos é mto tempo! rsFaca na bota e sangue no olho…Só tem maluco na cozinha!bjos e obrigado pela visita!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Receba as atualizações do Indo pra Cozinha por e-mail

Junte-se a 315 outros seguidores

Arquivos

%d blogueiros gostam disto: