Gnocchis, ou se preferir, nhoques

8

30 de novembro de 2010 por Felipe Tavares

Uma tradição italiana diz que no dia 29 é dia de comer o gnocchi della fortuna. Reza a lenda, que retirei daqui que São Pantaleão, num dia 29 de dezembro, vestido de andarilho, perambulava por um vilarejo, em algum lugar da Itália. Com fome, bateu à porta de uma casa e pediu comida. Foi recebido por um casal que, mesmo com certa desconfiança, o convidou para sentar-se à mesa com eles. Como eram pobres e os tempos eram difíceis, não tinham muito o que comer. O único alimento eram nhoques, que dividiram com o Santo: sete nhoques para cada um. São Pantaleão comeu, agradeceu a acolhida e se foi. Para a grande surpresa, ao retirar a mesa, o casal encontrou em baixo dos pratos moedas de ouro.

Daí em diante criou-se a simpatia do nhoque da fortuna/sorte: coloca-se uma nota de qualquer valor sob o prato com nhoque. Em seguida fique de pé e concentre-se para iniciar o ritual. No prato, separe sete nhoques e coma um a um. Para cada nhoque, faça um pedido diferente. Depois, sente-se e saboreie o restante do prato. O dinheiro colocado sob o prato deve ficar guardado até o próximo dia 29, para garantir a fartura. Outros dizem que deve ser dado a alguém que necessite ou usado quando for feita nova simpatia. 

Se traz sorte, fortuna ou sei lá mais o quê, não importa. O importante que é mais uma data para comermos bem. Um nhoque caseiro é uma delícia e muito fácil de se fazer!

Lá no restaurante nos dias 28,29 e 30 de cada mês é realizado o Festival do Gnocchi. Os nhoques são acompanhados de 5 tipos de molhos: pomodoro, pesto, ragu de filé, gorgonzola e funghi. Como eu não tirei nenhuma fotinha, segue abaixo uma receita de um nhoque que eu fiz há algum tempo, mas com uma diferença básica: nada de batatas e sim, abóbora moranga. Confira a receita:

Nhoque de abóbora moranga
Ingredientes
1 abóbora moranga média
1 gema de ovo
Farinha de trigo
Sal
Pimenta do reino

Molho
400g de carne seca
1 cx. de creme de leite
1/2 cebola repicada
Alho repicado
Queijo parmesão para finalizar

Modo de fazer
Descasque a abóbora e corte em pequenos pedaços e…olha a dica infalível, o pulo do gato: asse no forno quente até que ela fique bem macia. Dica: Nunca cozinhe em água o ingrediente do seu nhoque, seja batata, mandioquinha, etc. Quanto menos água no alimento, mais fácil de dar ponto. 

Amasse bem abóbora com o garfo, coloque a gema, tempere com sal e pimenta do reino e vá adicionando farinha de trigo aos poucos. Quanto menos farinha melhor, é só o suficiente para dar liga. Se tiver dúvida do tempero ou do ponto, faça alguns e coloque na água fervente para degustar.

Faça o molho: dessalgue a carne de sol em água fervente e cozinhe por 20 min. Desfie e refogue-a na cebola e no alho. Acrescente o creme de leite. Se necessário, acrescente um pouco da água em que foram cozidos os nhoques para deixar o molho menos espesso. Reserve.

Cozinhe os nhoques em água fervente com sal. Aquele bê-á-bá da cozinha mesmo: quando subir está no ponto. 

Misture os nhoques cozidos no molho para que ele incorpore na massa. Finalize com queijo parmesão ralado e cheiro verde. Sucesso absoluto! Mas ainda vou testar uma receita que imaginei, nhoque de chuchu com molho de bacalhau. Será que dá certo?

É, eu sei que faltaram fotinhas do ponto da massa, cozinhando, etc 😉
Mas o que tem para hoje são essas!rs

Abraços afortunados,

Felipe Tavares
Anúncios

8 pensamentos sobre “Gnocchis, ou se preferir, nhoques

  1. E lerê!!!até que enfim saiu a receita dos nhoques de moranga!!! ja tava esperando sentada kkkkkkkkkkMas com certeza vou fazer. porque ca entre nós, tem coisa mais gostosa que nhoque??

  2. kkk Não sabia que vc tava querendo essa receita não!rs Senão eu já tinha publicado ou te enviado antes!Adoro nhoques, mas caseiros…Nada de congelados!bjos

  3. Paulinha disse:

    Eu tenho muito sorte de ter um irmão que faz todas essas delíciass??? rsrsrsAki, neh por nada naum, esse "inhóque" é um delíiiicia!! O docinho da moranga fica perfeito com o salgadinho da carne!!RECOMENDO!Bjos de "baba ovo",Paulinha

  4. ju disse:

    Cozinhar o legume – batata, mandioquinha ou abóbora – para a massa, no vapor, também dá certo. Não conhecia a dica do forno. Boa ideia. Menos água, menos farinha, mais maciez…

  5. Paulinha,Baba ovo nada kkk Eu sei como vc é crítica, e se vc está elogiando é pq realmente ficou bom!!!rsbjos

  6. Ju,No vapor eu nunca fiz, vou tentar. Lá no restaurante cortamos a batata em rodelas finas, tampamos com plastico filme e cozinhamos no microondas. Nunca tinha visto desse jeito tb não…bjos

  7. soraya disse:

    Eu posso dizer que ficou DELICIOSO! Rs… Pois é claro, eu comi!Rs… Podem fazer que vale muito a pena mesmo!Beijos

  8. hum deve ficar muito bom, eu faço um de batata doce que também fica dos deuses, rsrsrsrs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Receba as atualizações do Indo pra Cozinha por e-mail

Junte-se a 315 outros seguidores

Arquivos

%d blogueiros gostam disto: