O quê esperar de 2014

1

13 de janeiro de 2014 por Felipe Tavares

No final do ano, não me lembro a data ao certo, o caderno “Comida” da Folha de SP entrevistou vários chefs e perguntou para eles o que foi o melhor de 2013, o que está por vir, qual a nova técnica a ser explorada, entre outras coisas. Até tentei achar o link da matéria para colocar aqui, mas ele simplesmente sumiu…

Enfim. Não sou um repórter da Folha (infelizmente) e muito menos um chef estrelado (quem me dera). Mas acho que posso fazer minhas apostas do que está por vir este ano na gastronomia afinal, sigo quase 200 chefs/restaurantes pelas redes sociais e dedico pelo menos algumas horas do meu dia ao assunto.

Orgânicos e produtos naturais

9681142995_48b5af2038_bPelo tanto de gente usando mini legumes, brotos, mel de sei-lá-aonde, essa é a tendência mais que dá vez e você já deve estar cansado de vê-las por aí.

O que vai ser diferente é que a turma vai parar de comprar estes produtos em grandes redes de supermercado (isso acontece, não duvide) para começar a comprar de produtores de menor porte e, em alguns casos, até cultivando seus próprios legumes/ervas.

A busca pelo simples

Se você segue no Instagram o maior foodie (odeio este termo, mas…) do Brasil, Fábio Moon, já deve ter lido uma frase que ele sempre posta: simplicity is not simpleou seja, fazer o simples não é nada fácil. Não é porquê a comida é “simples” que não é preciso uma técnica apurada e de excelentes ingredientes. Pelo contrário, se ela é simples é obrigatório que ela preencha estes dois quesitos.

Foco no ingrediente

Chega de lerolero, de trocentos itens em um prato ou uma combinação interminável de molhos e reduções. Agora o ingrediente é quem tem que aparecer, mais um motivo para usarmos produtos regionais e de excelente qualidade.

Uma das hortas do incrível The French Laundry  - um dos restaurantes do Thomas Keller

Hortas do incrível The French Laundry – um dos restaurantes do Thomas Keller

Influência nórdica

A culinária nórdica está no topo e temos que agradecer muito ao René Redzepi e aos cozinheiros do Noma por isso. E de lá tem vindo técnicas de conservação de alimentos que já não usávamos há tempos aqui.

Conservas e picles de todos os legumes, utilizando métodos e temperaturas variadas e vinagres que são no mínimo exóticos.

As carnes também ganharam ainda mais força com esta influência: defumação (quente e fria), dry age – processo em que a carne fica de 15 a 25 dias em uma câmara com temperatura bem baixa, deixando a carne mais macia e com sabor mais apurado.

A pegada é: fazer isto no seu restaurante. Nada de comprar dos outros!

Fases do dry aged

Fases do dry age

Se quiser se inspirar, conheça os novos chefs nórdicos que tem feito a cabeça de muita gente por aí (valeu pela indicação, Raphael)

Magnus Favken: http://favikenmagasinet.se/maten/

Bjorn Frantzén: http://www.restaurantfrantzen.com/en/

Matt Orlando: http://www.amassrestaurant.com/index.php?id=61

Chega de preços abusivos, gastronomia para todos

Festival Mistura no Peru - democratização da gastronomia

Festival Mistura no Peru – democratização da gastronomia

Todo mundo tem hoje um amigo ou parente que entende pelo menos um pouquinho de gastronomia e sabe executar bons pratos. Portanto, ninguém quer pagar R$100, R$150 por um prato de comida, pois sabe que aquele preço é abusivo. Afinal, ele consegue comprar aqueles mesmos ingredientes em empórios gourmets e tem algum conhecido que sabe fazer um prato próximo daquilo ali… As casas têm percebido isto e tem baixado os preços, oferecendo água como cortesia, diminuindo os preços dos vinhos…

Pronto para 2014?

Abraços de Mãe Dináh,

Felipe Tavares

Anúncios

Um pensamento sobre “O quê esperar de 2014

  1. […] isso tudo para puxar um outro assunto. Lembra quando eu falei aqui sobre as minhas apostas para 2014? Não? Então volta aí e clica no link para refrescar sua […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Receba as atualizações do Indo pra Cozinha por e-mail

Junte-se a 312 outros seguidores

Arquivos

%d blogueiros gostam disto: