Trindade – A cozinha do Brasil

2

11 de março de 2014 por Felipe Tavares

Quando o restaurante Trindade inaugurou há alguns anos eu logo pirei no conceito: o chef Fred Trindade simplesmente colocou uma televisão de cachorro assadeira de frango na porta do restaurante que fica localizado na área mais nobre de BH e quem tem a maior concentração de bares e restaurantes estrelados por metro quadrado. Ozado demais esse Fred!

Virei cliente na hora. Da televisão saiam deliciosos galetos assados, mas também tinha joelho de porco, feijoada, peixes…

De lá para cá a casa só evoluiu.

O ultra mega blaster chef Felipe Rameh se juntou ao Fred e aí os dois zeraram a vida. A casa se tornou uma referência da nova culinária brasileira em MG e no Brasil. Já até mostrei o frango com quiabo deles aqui.

Ano passado meu amigo Adriano Vilhena cozinhou lá no “Amigos da quinta” e fez essa maravilha de hambúrguer que você vê na foto abaixo. Aliás, esse dia foi mágico, comi uma coxinha lá que eu sonho com ela pelo menos uma vez por semana…

hamburger_cordeiro_adriano

Hambúrguer de cordeiro com cogumelos haché e emulsão de batata.

Falei isso tudo para puxar um outro assunto. Lembra quando eu falei aqui sobre as minhas apostas para 2014? Não? Então volta aí e clica no link para refrescar sua memória.

Não escrevi aquilo pensando no Trindade, mas o conceito da casa é um resumo dos principais tópicos que eu citei:

Orgânicos e produtos naturais: ok√

A busca pelo simples: ok√

Foco no ingrediente: ok√ 

Chega de preços abusivos, gastronomia para todos ok√

Para Felipe Rameh, desde os legumes orgânicos até o doce de leite da sobremesa, tudo é fornecido por agricultores do Estado. “A única forma de garantir que será servido um alimento puro, mais próximo do seu estado natural, é conhecendo de perto o produtor, o seu local de trabalho e dedicação. E desse conhecimento nós não abrimos mão”.

Rameh ainda ressalta: “Esses produtores carregam uma carga humana enorme e é justamente dessa sinergia entre produto, produtor e cozinheiro que sai uma comida verdadeira e valiosa. Com esse movimento, ajudamos a fomentar a produção artesanal local”.

Além de fomentar a economia local, esse novo movimento garante que os pratos servidos no restaurante são sempre frescos e que foram escolhidos, não só por sua qualidade, mas por representarem o cuidado que cada produtor tem com o seu alimento. “Toda essa nossa busca por ingredientes mais puros podem ser apreciados em cada prato que servimos; apresentando o que é nossa missão – transmitir emoção e sensibilidade – e contando um pouco da história de cada alimento. Porque, depois de todas as nossas viagens e dia a dia na cozinha, a única certeza que temos é que cada ingrediente é único e carrega o sentimento do seu produtor”, garante Rameh.

Viu aí? Agora vamos colocar todo este conceito na prática, ou seja, COMIDA:

Paleta com mini legumes

Paleta com mini legumes – produtora de legumes Ilma Correa

Pato quirera cenourinha Ilma

Pato, quirera e cenourinhas orgânicas – produtora de legumes Ilma Correa

Peixe com pupunha

Peixe do dia com banana e palmito pupunha Supremo de Matozinhos (produtor Marcelo Elias)

Eu achava que sabia cozinhar, mas ao ver esses pratos me deu vontade de colocar uma mochila nas costas e fazer um tour na América-Europa-Ásia-Oceania e mais um continente a sua escolha.

Mas ainda tem mais…

A relação estabelecida entre os sócios e os produtores é tão estreita, que os chefs decidiram dedicar uma parede do restaurante aos seus parceiros. Desde o final de 2013, Rameh e Fred Trindade e o fotógrafo Marco Leão estão visitando os seus fornecedores e registrando o seu dia a dia. No final, uma exposição de fotos mostrará o trabalho e dedicação de cada um deles, juntamente com o novo cardápio do Trindade que indicará qual o produtor e alimento foram utilizados na produção de cada prato.

“O nosso intuito é mostrar os bastidores da produção dos alimentos e homenagear os produtores, que são os verdadeiros protagonistas de uma boa cozinha. Utilizamos a foto para expressar o sentimento de cumplicidade e amor que existe entre eles, mostrando o cuidado e a dedicação com que tratam o alimento que será levado ao restaurante”, explica Rameh. O lançamento da exposição de fotografias está previsto para o primeiro semestre de 2014 e terá a participação de todos os produtores.

Só coisa linda ou não?

Abraços de divulgador,

Felipe Tavares

Anúncios

2 pensamentos sobre “Trindade – A cozinha do Brasil

  1. Milena disse:

    O Trindade é tudo isso e mais um pouco! Mas não tem nada de “cozinha para todos”! É muuuito bom e é caro!!

    • Gosto demais de lá também Milena!
      Não acho os preços caros não, se você pensar que tem entradas na faixa de R$20, R$25, pratos na faixa de R$50 é um preço muito justo para ingredientes de primeira aliados à técnica.
      Outros restaurante nem tão bons assim, cobram quase o dobro…
      Abraços e obrigado pela visita!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Receba as atualizações do Indo pra Cozinha por e-mail

Junte-se a 309 outros seguidores

Arquivos

%d blogueiros gostam disto: